segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

O país tem mais em que pensar

Se bem me lembro, nenhuma das antenas abertas de rádio ou televisão de hoje foi dedicada à greve dos meus colegas - um sinal muito revelador de como os orgãos de comunicação social estão a começar a ficar um pouco fartos disto.

7 comentários:

setora disse...

Você anda por outro mundo. Os órgãos de comunicação comunicam o que lhes mandam e as antenas abertas podem ser um pau de dois bicos. Mas quer parecer-me que você estava de plantão para "dar umas opiniões" sobre a greve dos seus colegas. Se eles soubessem que você estava "de serviço" tinham-lhe aberto a antena. Devia ter feito um press release para poder cumprir os objectivos. Na próxima vez o melhor é fazer greve de outro modo terá uma trabalheira para não ficar mal avaliado pelo grande irmão.

aires disse...

só para deixar uma palavra de estimulo professores sentem sua missão,

são exemplo seus discipulos, mesmo para alem deles próprios

equilibram valores fundamentais sociedade

como eu lembro meus "alguns" professores

e retenho seu exemplo de humildade saber principios....

para eles, esses, desejo sempre o melhor e a minha gratidão...

e lamento os que agora politizam questões soluveis no quadro do bom senso e dialogo...

abraço

desdeonorte disse...

A Democracia e o direito à opinião não imperam por aqui...

Quemtemmedodaavaliacao disse...

Caro desdeonorte, tem algum motivo de queixa? Não deixei de publicar, até hoje, qualquer comentário aqui feito.

Quemtemmedodaavaliacao disse...

Cara Setora,

"Se eles soubessem que você estava "de serviço" tinham-lhe aberto a antena."

Eu não sou notícia. Nem os milhares de professores pelo resto do pais que andam a fazer a avaliação enquanto outros andam a tentar fazer barulho.

setora disse...

Lembre-se daqueles gloriosos treze que tão bem o representaram e tantas parangonas na comunicação motivaram. Pelos vistos alguns já não dão aulas há anos e anos mas adoram a avaliação.

Setora disse...

Que avaliacão andam esses milhares de professores a fazer? Acha que estão a descobrir a excelência? Acredita mesmo nisso?Percebeu o que aconteceu no ano passado? Este ano vai ser bem pior.